Beatriz e Isabel: Estelionatárias de Araucária, Paraná, aplicam golpes na internet

Beatriz Pires dos Santos, cujo endereço consta como sendo  Rua Oscar da Silva Lisboa, 125 (foto abaixo), bairro Boqueirão, em Araucária (PR), está sendo acusada de praticar golpes contra correntistas de bancos. Da conta da servidora pública federal M.L. P. S. ela retirou a quantia de R$ 1.900 na tarde de ontem, 9 de junho de 2022.  Segundo ela, vendeu um celular para Isabel por este valor que foi depositado na conta dela.

Os fatos

A correntista do Banco do Brasil, M.L.P.S, recebeu um telefonema, supostamente do Banco do Brasil (4001-0001), informando que a conta dela havia sido clonada e que deveria proceder a mudança da senha. Após enrolar a correntista de todas as maneiras “para me certificar de que estava realmente falando com o Banco do Brasil, acabei digitando a senha de seis números solicitada pela pessoa, momento seguinte, notei que foi retirada a quantia de R$ 1.900 reais”, disse M. Fazendo uma busca através do pix que é uma CNPJ, a correntista chegou ao endereço e cidade da estelionatária, Araucaria, para cuja conta foi transferida a referida quantia.

A transferência foi feita por pix, cuja chave é um CNPJ: 43.649.109/0001-67 . A correntista encontrou o telefone da estelionatária Beatriz, que ao ligar, foi atendida por um rapaz que logo desligou e bloqueou o número da vítima para não receber novas ligações. A vítima registrou ocorrência na delegacia virtual e espera ser ressarcida.

O CNPJ é de uma empresa ativa, que utiliza o nome da estelionatária, Beatriz Pires dos Santos, e foi constituída em 24/09/2021, há 8 meses 16 dias.

Beatriz entrou em contato com a vítima M.L.P. S. e disse que ela vendeu um celular por R$ 1.900, e que nada tem a ver com o golpe. Ela enviou um print da compradora do celular, de nome Isabel que, segundo Beatriz, foi quem fez a transferência do pix, sendo ela , portanto, a verdadeira golpista.

A vítima ligou para este número da Isabel, que não atendeu.

Beatriz não responde mais aos emails da vítima, levando a crer que ela faz parte da quadrilha.

 

As diligências estão sendo tomadas e as meliantes deverão ser presas por estelionato. A redação deste site recebeu mais denúncias desta quadrilha que atua em Araucária e região. Uma equipe da polícia está investigando.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.