Deu no Painel Político: “Após destruir e abandonar a saúde de Rondônia, Fernando Máximo quer ser deputado federal”

O ex-secretário de Saúde de Rondônia, responsável pela desgraceira que se transformou os hospitais do Estado, Fernando Máximo, quer ser deputado federal, e anda frequentando cultos em igrejas evangélicas e mentindo descaradamente para a população.

Nas redes sociais e grupos de aplicativos de mensagens, circulam vídeos e áudios onde usuários do sistema imploram por ajuda. Praticamente todos os veículos de comunicação já divulgaram o estrago que foi feito na saúde pública e os órgãos de controle estão adormecidos.

E apenas duas pessoas são responsáveis por toda essa tragédia e descaso, Marcos Rocha, governador e Fernando Máximo, que deixou o cargo para disputar uma vaga na Câmara Federal.

Fernando Máximo, o ungido

Máximo passou toda sua gestão desfilando com uma touca cirúrgica na cabeça, comprou milhares de testes de Covid que não tinham sequer registro na Anvisa, levaram meses para serem entregues não fosse a Polícia Federal ter batido na porta da empresa responsável pelas vendas, os testes nunca teriam sido entregues.

O ex-secretário e o governador devem explicações, e muitas à população de Rondônia, inclusive o contrato para a construção do novo Heuro, feito através de uma licitação nebulosa na bolsa de Valores. O contrato, apesar de liberado, teria que ser lido com lupa pelos órgãos de controle e fiscalização. Vai custar muito caro aos cofres públicos essa brincadeira.

Mas esperar o que de quem foi eleito através de um discurso populista de “Deus, Pátria e Família”, sem um plano de governo.

Paciente com doença mental se lavando na torneira

Vídeos que circulam em redes sociais mostram o descaso da saúde sob o comando de Rocha e Máximo, é revoltante, é de indignar qualquer pessoa constatar que a saúde em Rondônia segue como sempre foi, uma mera bandeira eleitoral que rende promessas e votos. Veja um dos vídeos:

É bom lembrar que Fernando Máximo ainda responde a um processo em Goiânia, acusado de ter enganado uma tia de quem pegou R$ 400 mil para investir em uma dupla sertaneja da qual seu irmão faz parte. A empresária entrou na Justiça para poder ter acesso a prestação de contas e tentar reaver seu investimento.

Caso de polícia

“Tenho uma amiga que se acidentou tem 15 dias. Quebrou a clavícula. Precisa de cirurgia de emergência… mas tem uma fila com 120 pessoas QUE NÃO ANDA. Esse é o verdadeiro balanço da saúde de Rondônia. Aqui, TODOS os hospitais particulares têm contratos com o GOVERNO. TODOS. Cada um recebe MILHÕES por mês pra atender… mas atendem apenas demandas seletivas… políticas… mas ganham como se tivessem ocupação total, compreende? Ou seja, o governo paga, por exemplo, pra manter num hospital CINCO LEITOS DE UTI, mas entrega para o governo apenas DOIS… recebe pelos 5… mas vende para outros a ocupação”, denuncia mensagem enviada ao Política Federal.

Fonte: Política Federal com Painel Político

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.