Grande dia: Daniel Silveira é condenado a quase 9 anos de prisão

O Supremo Tribunal Federal acaba de decidir pela condenação do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) a oito anos e nove meses de prisão em regime fechado por estímulo a atos antidemocráticos e ataques a instituições como o próprio STF. No julgamento, nove ministros acompanharam integralmente o voto do relator Alexandre de Moraes. Além da pena de oito anos e nove meses em regime fechado, Moraes também estabeleceu perda do mandato e dos direitos políticos e multa de R$ 212 mil.
O deputado ainda pode recorrer da decisão ao próprio Supremo. A prisão só deve ser executada quando não houver mais possibilidades de recurso.

O deputado federal é acusado de ameaças e agressões verbais contra integrantes do Supremo. 10 ministros votaram, 9 a favor e um contra a condenação. Alexandre de Moraes, André Mendonça, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Dias Tóffoli, Carmen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes pediram que Silveira fosse condenado; Nunes Marques votou a favor da absolvição do congressista. Em fevereiro de 2021, Silveira foi preso em flagrante por divulgar um vídeo com ataques a ministros. Recentemente, ele passou a ser monitorado por tornozeleira eletrônica.

Silveira é aquele que quebrou a placa em homenagem a Marielle Franco, assassinada em 2018. Também no dia de hoje, outro bolsonarista se lascou. O deputado estadual Mamãe Falei (PL-SP) renunciou ao mandato para não ser cassado. E na próxima semana será a vez do vereador bolsonarista Gabriel Monteiro (PL) ser cassado. Grande dia.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.