Cômico e trágico: Kim Kataguiri que processará jornais por calúnia, é autor de PL para acabar com crime de calúnia

Depois que a think tank de direita Movimento Brasil Livre (MBL) anunciou que processará jornalistas e veículos de imprensa que noticiaram a fala do deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) sobre o nazismo, num episódio ocorrido no Flow Podcast em que o apresentador Monark disse ser favorável a um partido nazista com autorização legal, a internet trouxe à tona um Projeto de Lei no mínimo curioso do parlamentar.

Kim e seu grupo querem que profissionais e órgãos jornalísticos sejam acionados na Justiça por calúnia, difamação e injúria, os chamados crimes contra a honra, mas curiosamente ele é autor de um PL que pretende acabar com a existência dos crimes contra a honra, à exceção de injúria por razões raciais, etárias ou de deficiência física.

No site da Câmara dos Deputados é possível ver que a ementa do PL 2473/2021, de autoria do deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), descreve a proposta como “Revogar os crimes contra a honra, mantendo somente injúria qualificada pelo uso de elemento racial ou referente à idade ou condição de pessoa com deficiência”, tendo sido apensado (anexado) ao PL 11218/2018 da deputada Clarissa Garotinho (PROS-RJ), que versa sobre matéria semelhante.

Brasil 247

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.