Moro recebeu propina da Alvarez & Marsal, e não salário; Tacla Duran fala em 10 milhões

O deputado Rogério Correia (PT-MG) afirma que os pagamentos da consultoria estadunidense Alvarez & Marsal ao ex-juiz Sergio Moro, que destruiu 4,4 milhões de empregos no Brasil, foi declarado suspeito pela suprema corte e depois foi contratado por uma empresa paga pelas construtoras que ele próprio quebrou na Lava Jato, devem ser considerados “propina”, e não salário.

Tacla Duran estima que Moro ganhou mais de R$ 10 milhões como recompensa por ter quebrado empresas brasileiras.

O advogado Rodrigo Tacla Duran, que denunciou a tentativa de extorsão por parte do advogado Carlos Zucolotto, amigo do casal Sergio e Rosangela Moro, para ser blindado na Lava Jato, estima que o ex-juiz suspeito recebeu mais de R$ 10 milhões da Alvarez & Marsal, consultoria que recebeu R$ 42 milhões de empresas brasileiras quebradas na Lava Jato. A revelação foi feita pelo jornalista Luís Nassif, que falou em ganhos de oito dígitos, ou seja, mais de R$ 10 milhões.

Fonte: Brasil 247

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.