MP pede suspensão dos direitos políticos de Luciano Hang

Na ação, os donos da Loja Havan é suspeito de cometer abuso de poder econômico nas eleições para prefeito da cidade de Santa Rosa

Brasília, DF – O empresário Luciano Hang pode ter o direito político suspenso por oito anos, após pedido do Ministério Público Federal ao Tribunal Regional do Rio Grande do Sul. Hang é sondado pelo presidente Jair Bolsonaro para ser candidato ao Senado por Santa Catarina.

O pedido é um parecer da Procuradoria Eleitoral gaúcha emitido no último dia 17 de dezembro. Na ação, os donos da Loja Havan é suspeito de cometer abuso de poder econômico nas eleições para prefeito da cidade de Santa Rosa, a 490 quilômetros de Porto Alegre.

Durante a campanha eleitoral, Luciano Hang sugeriu aos eleitores que só iria construir uma loja na cidade, caso o vencedor das eleições fosse Anderson Mantei (PP). O pedido acabou ajudando o candidato a vencer a disputa.

Segundo o Uol, o advogado de Hang afirmou que “não existe nenhuma condenação” contra seu cliente a esse respeito, e que vai se manifestar sobre o parecer “apenas nos autos do processo”.

Já os procuradores José Osmar Pumes e Fábio Nesi Venzon destacaram que “se encontra bem demonstrada a ocorrência de abuso de poder econômico nas Eleições de 2020, no município de Santa Rosa-RS, praticado pelo investigado Luciano Hang (…) em benefício da chapa à eleição majoritária”.

Além da decisão, o Ministério Público pede que sejam suspensos o diploma do prefeito e do vice, Aldemir Eduardo Ulrich, por terem sido “beneficiados pelo abuso de poder econômico”, e pedem nova eleição. Procurada, a prefeitura não respondeu até esta publicação.

(*) Com informações do Uol

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.