Terrivelmente evangélico, deputado de RO quer impedir destruição de balsas de garimpo ilegal

Os deputados estaduais de Rondônia também estão engajados pela legalização da atividade garimpeira. O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALERO), Alex Redano (Republicanos) convocou até uma audiência pública para buscar “soluções”. Na abertura, disse que a grande preocupação é com o que tem acontecido no Sul do Amazonas.

“Fomos procurados pelo ex-senador Ernandes Amorim e outras lideranças, que manifestaram temor com a crescente onda de perseguições que a atividade mineral tem enfrentado na região”.

Segundo Redano, é preciso “estender o tapete vermelho a quem produz, pois é o que mantém a nossa economia em alta. No Sul do Amazonas, balsas estão sendo queimadas. Um absurdo. E em Rondônia, o que podemos fazer para evitar que isso ocorra?”. Ele já adiantou que vai apresentar um Projeto de Lei para proibir que sejam queimados bens privados em operações.

Revoltado com a destruição das dragas no Rio Madeira, o presidente do Sindicato dos Garimpeiros de Ariquemes, Sebastião Carlos de Oliveira, disse que o país está sendo mal administrado e cobrou postura de Hamilton Mourão. “Agora o vice-presidente (da República), que recebeu votos da população, vem e manda queimar (as dragas). É bonito queimar o que é dos outros. O salário dele é gordo, e nós é que pagamos”, finalizou.

Comovido, Alex Redano pediu que o desabafo chegasse ao general Mourão. “Esperamos que o Governo apoie essa iniciativa e os demais deputados. Vamos usar ainda esse cargo no Colegiado de Presidentes para debater esse tema, além dos nossos representantes no Parlamento Amazônico”. Imagine só se o governador que tentou liberar garimpo nos rios de Rondônia ia se opor à proposta, não é? O presidente da AL de Rondônia se esquece que acima do patrimônio privado está o direito coletivo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.