“Alckmin não é nosso inimigo”, diz Gleisi Hoffmann

Presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, ela alerta, no entanto, que ainda é cedo para falar em vice de Lula

A deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do Partido dos Trabalhadores, fez elogios ao ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e sinalizou a possibilidade de uma aliança em 2022. Ela afirma que o tucano “foi adversário, mas não é nosso inimigo”. Gleisi disse ainda, em entrevista ao jornalista Sérgio Roxo, do Globo, que uma aliança com partidos de centro não está descartada, mas a discussão será feita “mais à frente”.

Ao ser questionada sobre as chances da chapa Lula-Alckmin, Gleisi fez ponderações importantes. “É a mesma (chance) de qualquer outro indicado por um partido com quem estejamos negociando. Esse processo (de Alckmin como vice) foi muito estimulado por movimentos de São Paulo, envolvendo as eleições para o governo. Mas não tem negociação. Nem entre PT e PSB nem com o (ex-)presidente (Lula). Eu deixei claro para o (Carlos) Siqueira, presidente do PSB, que não há nenhum pedido por parte do PT ou do Lula para o Alckmin se filiar ao PSB. Não teve convite nem conversa sobre vice”, afirmou. “Fomos adversários por muito tempo, mas não somos inimigos. Sempre convivemos num processo democrático. Lula respeita o Alckmin, e o Alckmin o respeita.”

Gleisi também defendeu a candidatura de Fernando Haddad, em São Paulo. “É mais do que natural que o PT defenda e lute pelas candidaturas que quer, principalmente a do Haddad, que tem muito potencial em São Paulo. Mas nós não sentamos para negociar”, afirmou.

Brasil 247

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.