PF faz operação no Inep para apurar superfaturamento de R$ 130 milhões em impressão de provas do Enem

Agentes cumprem 41 mandados de busca e apreensão para apurar contratos suspeitos firmados junto a gráficas responsáveis pela impressão das provas do Enem

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (7), uma operação para apurar suspeitas de fraudes e superfaturamento em contratos firmados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) com gráficas responsáveis pela impressão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As fraudes teriam ocorrido entre 2010 e 2019 e os contratos sob suspeita somam R$ 130 milhões.

De acordo com o G1, funcionários do Inep são suspeitos de “enriquecimento ilícito”. Os agentes estão cumprindo 41 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, Rio de Janeiro e em São Paulo visando apurar crimes contra a lei de licitações, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Brasil 247

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.